22.10.14

APRe! – Viva o 22 de Outubro de 2012!



Em 15/10/2012, Rosário Gama escreveu: “A situação em que o OE vai colocar o país é particularmente gravosa para os reformados e pensionistas (…). A falta de uma estrutura que nos represente levou-nos a pensar na criação de um amplo movimento cívico, com carácter reivindicativo (…). O Estado quer acabar com a classe média e esmaga os mais fracos, grupo onde nos encontramos (…)”. Neste mesmo dia, Rosário Gama aparece durante dois minutos no noticiário das 13 horas da SIC.

Em 22/10/2012, o jornal Público noticia que “um movimento cívico, de aposentados e pensionistas reunidos esta 2ª feira em Coimbra, apelou aos órgãos de soberania e junto do Tribunal Administrativo para travar os cortes das pensões inscritos na proposta de Orçamento do Estado para 2013”.

Na verdade, de acordo com a ata nº 0, no dia 22 de Outubro de 2012, em Coimbra, a convite feito por Rosário Gama, através da Internet e da Comunicação Social, reuniram algumas centenas de aposentados, pensionistas e reformados portugueses.

Nesta reunião, Rosário Gama lembrou que este Movimento surgiu de uma forma espontânea, em resposta às medidas muito gravosas para os aposentados, pensionistas e reformados, do OE para 2013, propondo-se o mesmo para:
  1. Mobilizar a sociedade para a importância e urgência da defesa do Estado Social (…);
  2. Denunciar os ataques feitos, em especial pelo actual Governo, às políticas públicas de inclusão e Segurança Social (…);
  3. Promover o esclarecimento da sociedade sobre as intenções que estão por detrás das actuais práticas de corte de pensões (…);
  4. Repudiar o discurso de “catastrofismo da Segurança Social” (…);
  5. Lutar em todos os terrenos (na rua, nos tribunais, na Assembleia da República, na comunicação social, nas redes sociais) contra as ilegalidades já cometidas ou em preparação (…);
  6. Denunciar o “argumento demográfico” para diminuir progressivamente os valores das prestações sociais (…);
  7. Apoiar o vasto movimento associativo de pensionistas e idosos na defesa dos seus direitos (…);
  8. Denunciar e remeter para os tribunais todos os abusos e atropelos à Lei (…)
Neste dia, 22 de Outubro de 2014, quero dar os meus parabéns à APRe! e a todos os seus cerca de 7.000 associados pela concretização, mesmo que parcial, destes objectivos e princípios.

Esta luta, apesar de tudo, tem valido a pena! Por isso, há que continuar!...

V. N. GAIA, 22 de Outubro de 2014
Aristides Silva