3.2.16

UM OLHAR SOBRE O ENVELHECIMENTO


Albert Einstein afirmou: “Se quer viver uma vida feliz, amarre-se a uma meta, não às pessoas nem às coisas.”

Esta frase remete-nos para a importância da definição de objectivos ao longo de todo o nosso percurso de vida, sem esquecer de o continuar a fazer quando se atinge a reforma. Importa que o reformado não se sinta velho no sentido de acabado mas sim como tendo idade, maturidade,
experiência e conhecimento acumulados, que devem ser empregues em prol da sociedade, envolvendo-os em actividades diversas num diálogo continuo e continuado intergeracional.

Deste modo ele vai continuar a sentir-se actor reflexivo, dirigido para objectivos que persistam em dar sentido à sua vida. É um facto que a nossa personalidade se desenvolve ao longo de todo o nosso caminhar, o desenvolvimento nunca acaba (1).

Interessa que o nosso desenvolvimento seja pautado pela definição de objectivos pois estudos mostram (2) que reformados dirigidos para objectivos são mais optimistas, perseverantes, lutadores, mais atentos aos outros e preocupados com a vida social.

Agrada pois que a sociedade a que pertencem lhes ofereça oportunidades para que eles consigam continuar a assumir e a aprofundar estes mesmos objectivos no sentido da construção de um envelhecimento bem-sucedido.

Investigações (3) apontam para o facto de que quanto maior é o suporte social maior é o bem estar psicológico dos idosos. “Promover o bem estar dos mais velhos implica uma sociedade com
mais reforços disponíveis e com um maior número de escolhas possíveis ao longo de todo o ciclo de vida (4).

Numa procura do que acontece, de facto, surge, do seio da APRe!, o “Observatório para as Questões do Envelhecimento”. Este grupo de trabalho procura aperceber-se do que se pensa/estuda/produz de norte a sul do país bem como a forma como se actua quer em termos nacionais quer em termos internacionais no sentido da sua divulgação.

Particularizando para a Universidade e Escolas Superiores de Coimbra constata-se uma riqueza interdisciplinar, investigações e projectos diversos inovadores e oportunos. Referindo apenas alguns:
  • a Escola Superior de Tecnologia de Saúde de Coimbra (ESTSC), aposta na formação, investigação e na prestação de serviços na área do envelhecimento (criação de uma Academia Sénior, destinada à Educação para a Saúde para esta faixa da população, uma pós graduação pioneira na área do Envelhecimento Activo e Saudável, a investigação cientifica intitulada “Estudo do Efeito do Lazer, na relação da Educação com o Distress Psicológico nos Seniores”, sob a orientação do professor doutor Ricardo Pocinho, entre outras);
  • no Instituto Pedro Nunes faz-se a implementação de programas de acção no domínio da transferência de novas tecnologias para apoio ao idoso;
  • na Faculdade de Psicologia, a professora doutora Margarida Lima tem-se dedicado ao estudo, investigação e intervenção clínica e psicoeducativa em domínios relacionados com a personalidade, os fenómenos de grupo, o desenvolvimento pessoal e as relações interpessoais nos jovens adultos, adultos e, particularmente, nos idosos, estando à data a orientar várias teses que visam fomentar a sabedoria na idade avançada e a promoção do bem-estar e da qualidade de vida;
  • o consórcio “Ageing@Coimbra”, que envolve as faculdades de Medicina e de Ciências Desporto e Educação Física da UC, a Câmara Municipal, o CHUC e o IPN, visa a valorização do papel do idoso na sociedade e a aplicação de boas práticas em prol do seu bem-estar geral e de um envelhecimento ativo e saudável ao aperfeiçoar a vida dos cidadãos idosos na Região Centro de Portugal através de melhores serviços sociais e cuidados de saúde, assim como da criação de novos produtos e serviços inovadores e o desenvolvimento de novos meios de diagnóstico e terapêuticas. O coordenador científico é o professor doutor João José Oliveira Malva.
A Câmara Municipal de Coimbra, a sua Divisão de Acção Social e Família implementou o projecto "Uma Mesa para os Avós" (distribuição de refeições ao domicílio aos fins-de-semana e feriados). O Desporto e Educação Física da UC, a Câmara Departamento de Desporto, Juventude e Lazer, desenvolve um programa específico para a população idosa do concelho: "Programa de Animação Desportiva para a 3ª Idade", um evento no qual participam 13 Instituições, com aproximadamente 300 idosos.

Elda Lucila Calado
Newsletter Nº1 do Observatório do Envelhecimento da APRe!, Janeiro 2016
___________________

(1) Pedroso de Lima, Margarida e Abi Gail, Posso ser? Dinâmicas grupais em torno da personalidade e do envelhecimento, Minerva Coimbra-Editora, 2013

(2) Fonseca, António M., Do trabalho à reforma: quando os dias parecem mais longos, Sociologia, Revista da Faculdade de Letras da Universidade do Porto

(3) Esgalhado, Graça e outros, Bem-estar psicológico e suporte social numa amostra de idosos portugueses institucionalizados, INFAD Revista de Psicologia, nº2-vol.1, 2014

(4) Pedroso de Lima, Margarida, Envelhecimento(s), Imprensa da Universidade de Coimbra, 2010