3.7.17

#eles

Eles negoceiam, eles escondem, eles abusam, eles iludem, eles acertam, eles acertam-se, eles apertam, eles apertam-nos, eles apertam-se, eles sabem, eles sorriem, eles organizam-se, eles informam-se, eles manipulam, eles manipulam-nos, eles sussurram, eles gritam, eles anunciam, eles garantem, eles asseguram, eles prometem, eles abraçam, eles beijam, eles dançam, eles esquecem, eles enganam, eles riem, eles gastam, eles desperdiçam, eles culpam-nos, eles pedem, eles pedem-nos, eles tiram, eles roubam, eles amigam-se, eles traem, eles traem-nos, eles baralham, eles misturam, eles compatibilizam, eles nomeiam, eles nomeiam-se, eles combinam, eles resolvem, eles resolvem-se, eles favorecem, eles cobram, eles compram, eles compram-se, eles vendem, eles vendem-se, eles vangloriam-se, eles desprezam-se, eles desprezam-nos, eles corrompem, eles disfarçam, eles adiam, eles distraem-nos, eles comem, eles ganham.

E nós aceitamos, calamos, toleramos, permitimos, perdoamos, esquecemos, perdemos. Mas tudo tem de mudar. Eles têm de saber que já chega, que chorar agora já não chega. Eles têm de saber que nós sabemos bem quem eles são.

Miguel Conde Coutinho
Ler mais em: JN Opinião 01.07.2017