11.11.17

União Europeia quer mais comércio com Irão apesar de pressão americana

O comissário europeu da Agricultura e Desenvolvimento Rural, Phil Hogan, garantiu hoje que a União Europeia quer aumentar as relações comerciais com o Irão, apesar da incerteza criada pelos Estados Unidos.

Numa conferência de imprensa em Teerão, o responsável afirmou que a missão que lidera e que levou 40 empresas europeias ao Irão demonstra esse compromisso.

"Queremos e estamos abertos a fazer negócios com o Irão", garantiu quando questionado sobre as possíveis repercussões das ameaças do Presidente norte-americano, Donald Trump, que quer alterar o acordo nuclear assinado em 2015 entre Teerão e seis potências mundiais.

Do lado da União Europeia, não há vontade de renegociar o acordo, mas há esforços para convencer os Estados Unidos a respeitá-lo, garantiu.

O comércio bilateral alcançou este ano os 10.000 milhões de euros e objetivo é regressar a níveis mais altos, eliminando "obstáculos para as exportações do Irão" para a União Europeia e cooperando mais em áreas como a agricultura, "escolhendo padrões de qualidade e certificação comuns".

Lusa,