19 de outubro de 2019

Portugal será o país mais envelhecido da UE em 2050

Os cálculos são do Eurostat, o gabinete de estatística da União Europeia. 

Daqui a 30 anos quase metade da população portuguesa deverá ter mais do que 55 anos.
Em Itália, Bulgária, Lituânia ou Croácia as previsões apontam para pelo menos 45% de séniors.



O relatório do Eurostat mostra ainda que a idade mediana no espaço comunitário é de cerca de 41 anos, mas deverá aumentar quase 4 anos nas próximas 3 décadas.
A justificação é dada por uma quebra histórica das taxas de fertilidade, pelo aumento da esperança média de vida e, nalguns casos, pelos padrões de migração.

Fonte: Sic Notícias 19.10.2019 - Susana Vera



 

17 de outubro de 2019

Projecto Radar vai entrar na terceira fase, à procura de mais 14 mil idosos sozinhos em Lisboa

Cristiana Moreira

  

Projecto Radar vai entrar na terceira fase, à procura de mais 14 mil idosos sozinhos em Lisboa   

Na segunda fase do projecto Radar foram sinalizados mais de 11 mil idosos que vivem sozinhos, ou acompanhados por alguém da mesma faixa etária em Lisboa. Este é um projecto conjunto entre câmara e Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, que arrancou no início do ano, e pretende identificar as pessoas com mais de 65 anos que estão mais isoladas e perceber em que condições o fazem, que necessidades têm e que respostas precisam para que tenham uma vida autónoma e confortável.

 



Depois de uma fase piloto, que chegou a 4500 idosos das freguesias dos Olivais, Areeiro e Ajuda, o projecto estendeu-se a mais nove freguesias – Santa Clara, Marvila, Alcântara, Arroios, Alvalade, São Domingos de Benfica, São Vicente, Beato e Parque das Nações.

Ler mais aqui: projecto-radar-vai-entrar-terceira-fase-procura-14-mil-idosos-sozinhos-lisboa
 

Publico.2019.10.16

14 de outubro de 2019

Idosos. De poços de sabedoria a consumidores de subsídios

Projetos Expresso. 
Pessoas com mais de 65 anos pertencem a um dos escalões etários mais vulneráveis num país classificado, nas listas dos mais envelhecidos, em quinto lugar no mundo e em quarto na Europa. E no top 5 de vítimas de violência 

 

"A nível mundial, somos o quinto país mais envelhecido”, adianta Teresa Rodrigues, autora do livro “Envelhecimento e Políticas de Saúde”, um retrato ao estado de saúde do país, demográfico, social e político, centrado no envelhecimento. A investigadora e coordenadora do programa Prospetiva e Planeamento Estratégico, do Instituto Português de Relações Internacionais, oferece outra perspetiva do fenómeno: “[O envelhecimento] tem uma conotação negativa, quando nos transmite também uma mensagem positiva. Uma sociedade envelhecida tem uma esperança de vida alta. A expectativa de viver muitos anos é aceitável e está certa, denota melhores cuidados de saúde, melhor índice de desenvolvimento humano”, disse ao Expresso.


 Fonte - André Rito, Expresso - 14.10.2019

10 de outubro de 2019

10 de Outubro de 2019 - NOTA À IMPRENSA




NOTA À IMPRENSA



A APRe! teve hoje conhecimento, através de notícia divulgada pelo jornal “Público” que, a partir de Janeiro de 2020, a Caixa Geral de Depósitos irá aplicar aumentos às comissões das “contas S”.

Estas contas, que substituíram as “contas reforma”, são já taxadas sabendo-se que, na sua grande maioria, são de pessoas de pensões de baixo valor.

Para além destes aumentos, anunciam-se também agravamentos do custo de serviços efectuados através da caderneta, nomeadamente, levantamentos ao balcão.

A APRe! repudia estas medidas e considera-as atentatórias da dignidade dos reformados, das pessoas de menores rendimentos e das pessoas mais velhas.

A APRe! não pode aceitar que haja dualidade de critérios ao penalizar quem tem menores rendimentos e ao favorecer quem tem maiores rendimentos, uma vez que se anunciam benefícios para contas de clientes especiais.

Não é aceitável que o banco público esteja, desta forma, a atingir aqueles que, por confiança e segurança continuam a acreditar que aquela instituição bancária é o garante dos seus pequenos rendimentos.



10 de Outubro de 2019


Pel’A Direcção da APRe!


Ângela Dias da Silva

Vice-presidente

4 de outubro de 2019

Ondas de Calor e seus efeitos na população idosa

Caro Associado (a)

Temos o prazer de o (a) convidar para assistir a uma sessão, a realizar na sede da APRe! em Coimbra, no dia 9 de Outubro, pelas 15H00, subordinada ao tema "Ondas de Calor e seus efeitos na população idosa", orientada pelo Meteorologista, Manuel Costa Alves.
Às 17H00, seguir-se-á um lanche partilhado, normalmente sempre uma boa surpresa, quer pela variedade, quer pela qualidade.
Não Falte!
A Coordenadora do Núcleo de Coimbra
Maria do Rosário Gama
 
 

1 de outubro de 2019

Petição sobre Complemento por Dependência

Continua a recolha de assinaturas para a petição sobre o COMPLEMENTO POR DEPENDÊNCIA.

Este complemento é uma prestação em dinheiro atribuída aos cidadãos que se encontrem em situação de dependência e que precisam da ajuda de outra pessoa para satisfazer as necessidades básicas da vida quotidiana.
É importante que, independentemente de ser ou não associado da APRe! se junte a nós nesta iniciativa.
O texto que elaborámos para a Petição, elucida a nossa posição sobre este Complemento.
Assine a Petição!

A assinatura pode ser no endereço: petição publica, ou, se preferir em registo de papel, contacte uma das nossas Delegações.


A APRe! continua a fazer a recolha de assinaturas na rua ou em eventos que realizamos como aconteceu em finais de Agosto junto ao Centro de Saúde de Sete Rios e na Conferência realizada no passado dia 13 de Setembro em Telheiras, ambas em Lisboa.