5.6.16

Como foi o colóquio/debate sobre o “TESTAMENTO VITAL” promovido pela Delegação Norte da APRe!

Realizou-se no passado dia 2 de Maio, num espaço da Secção Regional do Norte da Ordem dos Médicos no Porto, mais um debate sobre “Testamento Vital” promovido pela APRe! Delegação Norte.

O convidado pelo núcleo do Porto foi Rui Nunes (Professor na FMUP e um dos promotores e defensores do testamento vital - “directivas antecipadas de vontade” - entre nós). Foi brevemente apresentado por Fernando Rodrigues (associado da APRe!, também ele médico), que lhe agradeceu, em nome da nossa associação, a disponibilidade e presença.

Na intervenção que fez, Rui Nunes deu a sua perspectiva de aspectos do tema em debate, explicando o que estava em causa e informando acerca dos procedimentos - e, num segundo momento, respondeu a questões postas por quem quis intervir.

A passar a meia centena, a assistência revelou interesse pelas questões que o assunto levanta, assim mostrando como este é um tema que merece ser esclarecido - e debatido.

O Testamento Vital é um documento, registado eletronicamente, onde é possível manifestar o tipo de tratamento, ou os cuidados de saúde, que pretende ou não receber, quando estiver incapaz de expressar a sua vontade. O Testamento Vital permite, também, a nomeação de um ou mais procuradores de cuidados de saúde.

O registo do Testamento Vital, no Registo Nacional do Testamento Vital (RENTEV), permitirá a disponibilização atempada da informação constante no seu Testamento para consulta pelos médicos.