25.4.17

Meu querido mês de Abril

Meu querido mês de Abril

Longos dias de nostalgia...
num poema
que não existia!...

Longas noites de amargura...
...uma vida insegura
num País de ditadura!...

Em cada rosto
a tristeza perdura...

Um País amordaçado,
sem liberdade...
Um País fechado,
sem Pão
Saúde
ou Educação...

Um País analfabeto!...

Um País aprisionado
onde até o pensamento
era censurado.

Um País
durante décadas adiado!...

...Um dia,
o grito ecoou
o sonho vingou
Abril brilhou
e a vida mudou!

Um País
no meio do nada,
renascia das cinzas...
um País perdido na escuridão
brilhava
num mundo que ansiava.

Um País reconhecido,
num mundo, outrora desconhecido!...

O Povo agradecido
aos Militares d`Abril, se curvou
e seu cravo colocou
na espingarda que não soou.

A Liberdade nascia,
instalava-se a Democracia!

Abril brilhou,
mas a herança ficou!...

Para trás,
vidas ceifadas
mortes anunciadas
crateras destapadas...

Hoje
e SEMPRE,
de mangas arregaçadas
gritemos Abril
lutemos de mãos dadas...
Porque...
...jamais alguém cerra
as "Portas que Abril abriu"!

Basta trabalhar
e Acreditar!...
Vamos unidos mostrar
a garra de um povo
que nasceu para Lutar!

Mª da Graça Dórdio Dimas
Associada APRe! nº 2283