30 de maio de 2018

Coro APRe! Coimbra: Concerto Comemorativo do 4º Aniversário

Para comemorar o 4º Aniversário do Coro APRe! Coimbra  irá realizar-se um concerto no Pavilhão de Portugal (parque verde) em Coimbra.

Participarão:

Coro APRe! Coimbra,
Grupo Coral Nossa Senhora do Ó de Ançã e
Orfeão Dr. João Antunes, de Condeixa a Nova.


Organização: Núcleo APRe! Coimbra e Coro APRe! Coimbra
Apoios: Câmara Municipal de Coimbra e Orquestra Clássica do Centro
Data e hora: 3 de Junho às 17H00 horas.
Entrada: 5 €

Como o espectáculo só tem sentido se houver público, contamos com a sua  presença que certamente contribuirá para que este concerto seja  mais um momento de excelência.






Núcleos APRe! do Seixal e de Almada: Sessão/debate sobre a Eutánasia


Os Núcleos do Seixal e de Almada realizaram em 24 de Maio uma sessão debate sobre o tema Eutanásia.

Foram convidados todos os grupos parlamentares com assento na Assembleia da Republica e estiveram presentes o PAN (Dra. Sara Martins) e o BE (Dr. Bruno Maia). O PS indicou um representante que, por imprevisto de ultima hora, não pode comparecer. O PCP e OsVerdes não puderam estar "por indisponibilidade de agenda". O PSD e o CDS não responderam sequer ao convite.

Durante 2 horas o tema foi explicado, debatido e feitas muitas perguntas e apresentados casos concretos, por uma assistência bastante numerosa e interessada por um tema fracturante, polémico, mas que interessa e muito à sociedade, até pelas emoções e situações  de ruptura que envolve.

Agradecemos o apoio logístico na realização dado pela Junta de Freguesia de Amora, pela Câmara Municipal do Seixal e pela Universidade Senior do Seixal.



Publicação do jornal "Comércio do Seixal",  em 18/05/18

25 de maio de 2018

Comunicado sobre a APRe! e o CONSELHO ECONÓMICO e SOCIAL


Car@ Associado@

Como os nossos Associados sabem, a APRe! teve como primeiro acto público após a tomada de posse da primeira Direcção (Março de 2013), uma entrevista a seu pedido, com o Presidente do CES, à época, o Dr. Silva Peneda. Essa reunião teve como objectivo tentar que os reformados tivessem assento no Conselho Económico e Social.

De acordo com as palavras do Dr. Silva Peneda teríamos que percorrer o “caminho das pedras”, caminho esse que nos dispusemos a percorrer. Encetámos então diligências junto dos diferentes grupos parlamentares da legislatura anterior para Alteração à Lei nº 108/91, de 17 de Agosto, que regula o Conselho Económico e Social e no dia 29 de Abril de 2014 fomos convocados para uma audição na Assembleia da República.

Entretanto terminou a legislatura sem que tivesse sido aprovada a alteração. De novo voltámos a fazer diligências no mesmo sentido até que em Outubro de 2016 foi aprovada a alteração à Lei nº 108/91 e que permitiu a entrada de 2 representantes de aposentados, pensionistas e reformados no CES.

Da aprovação até à publicação do Edital para a nossa candidatura passaram vários meses, tendo o mesmo sido publicado em 17 de Outubro de 2017.

Apresentamos uma candidatura com toda a dignidade onde, para além da caracterização da APRe! enquanto Associação, incluímos o Relatório de Actividades de 2016 (2017 ainda não estava completo) e várias fotocópias de cartazes relativos a debates, para ilustrar quer a dispersão geográfica das nossas iniciativas, quer a diversidade ideológica dos convidados para essas Conferências/Debates.

Em 18 de Dezembro de 2017 estivemos presentes na reunião convocada pelo Presidente do CES para chegarmos a um consenso entre as 3 Associações candidatas a 2 lugares. Essas organizações eram, para além da APRe!, o MURPI e o MODERP.

Nessa reunião, depois de utilizarmos todos os argumentos possíveis, o Sr. Presidente do CES tomou a seguinte decisão: “a APRe! pela sua independência será membro permanente e o MURPI e MODERP alternarão a sua presença nas reuniões” . Deu-nos 10 dias para nos pronunciarmos, o que fizemos dizendo aceitar a proposta.

Entretanto o MURPI, confederação de associações, muitas delas IPSS, apresentou um recurso ao Presidente.

No dia 18 de Maio passado, recebemos nova convocatória “para nova reunião de negociações com o objetivo de encontrar, entre todos os candidatos, o consenso nos termos previstos no nº 4 do art.º 4 º da lei 108/91”.

A reunião realizou-se no dia 23 de Maio, onde foi comunicada uma nova decisão do Presidente do CES, contrariando a primeira versão: as três Associações alternariam a sua presença no Plenário do CES!!!

Usámos vários argumentos para reverter a decisão, como: estranheza pela mudança de posição do presidente, que o MURPI e MODERP são associações há tanto tempo já constituídas e que foi preciso ser a APRe! a desencadear o processo (o MURPI disse que desde 2011 que está a desenvolver diligências para entrar), dupla representatividade MODERP (UGT e IPSS), e do MURPI (associações inscritas como IPSS), captura pelos partidos e pelos sindicatos, actividade comprovadamente desenvolvida, ... ). Nada disso demoveu o Presidente que propõe que haja um sorteio usando as bolas 1, 2 e 3 (a 3 é a da APRe!) . Depois 2 associações vão ao plenário e a outra é suplente . Ao segundo plenário vai a que ficou suplente e outra e assim por diante.

Dissemos aceitar sob protesto, uma vez que não podemos perder a oportunidade de fazer parte do CES mas teremos de analisar a comunicação definitiva por parte do Presidente para depois decidirmos como agir.


24 de Maio de 2018

Pel’A Direcção

Maria do Rosário Gama

24 de maio de 2018

Associação 30 de Julho: COMUNICADO - Ainda os Convites para Cargos Dirigentes da ADSE

Ao abrigo do protocolo celebrado entre a APRe! e a Associação 30 de Julho, publica-se o seguinte comunicado:

"










COMUNICADO
AINDA OS CONVITES PARA CARGOS DIRIGENTES DA ADSE


  1. A Associação 30 de Julho, associação nacional dos beneficiários da ADSE, denunciou a 11 de maio o facto de “o presidente demissionário da ADSE continuar a tomar decisões que não podem ser consideradas de gestão corrente”, nomeadamente por ele e a vogal em funções estarem “a fazer convites para preencher, em substituição, os cargos dirigentes de várias unidades orgânicas”, tendo apelado à intervenção do Conselho Geral e de Supervisão no sentido de fazer cessar imediatamente esta situação.
  2. A Associação 30 de Julho destaca por isso, e apoia, o protesto pela tomada de medidas que exorbitam o exercício de uma gestão corrente enviado ao Presidente do Conselho Diretivo da ADSE por seis dos nove representantes dos Beneficiários no Conselho Geral e de Supervisão: Francisco Braz, António Nabarrete, Manuel Ramos, Eugénio Rosa, Isabel Quintas e Rosário Gama.
  3. Não pode esta associação deixar de salientar a atitude destes Conselheiros a qual contrasta significativamente com o silêncio do Presidente do Conselho Geral e de Supervisão que nem sequer desmentiu a afirmação de que terá dado o seu acordo às pretendidas nomeações, nem clarificou junto dos restantes membros do CGS o acordo alegadamente dado.
  4. No seu protesto, aqueles Conselheiros afirmam o seu desacordo com a tomada de decisões que promovam alterações na estrutura orgânica da ADSE que condicionam, de facto, a ação dos futuros membros do Conselho Diretivo, tendo em conta a completa ilegitimidade, pelo menos ética, do Presidente demissionário para o fazer.
  5. Importa recordar que esta apressada atuação é justificada por estes dirigentes como sendo necessária para “evitar a paralisia dos serviços” e para cumprir com o estabelecido na Portaria 127/2018 (que regulamenta a nova estrutura orgânica da ADSE). Portaria essa que esteve mais de um ano para ser aprovada e que, estranhamente, foi assinada imediatamente a seguir à renúncia do Presidente do Conselho Diretivo.
  6. Ora, por um lado, o argumento da “paralisia dos serviços” não colhe, porquanto há princípios e normas legais, nomeadamente no Código do Procedimento Administrativo, que permitem que as funções em causa sejam asseguradas. E, por outro lado, a legalidade da própria Portaria 127/2018 é muito questionável, por a mesma não ter sido submetida a parecer do CGS, conforme mandam o D.L. 7/2017 e a Lei Quadro dos Institutos Públicos.
  7. A Associação 30 de Julho apoia igualmente a atitude dos mesmos membros do CGS que requereram, no dia 16 de Maio, uma reunião urgente do Conselho Geral e de Supervisão para tratar vários assuntos decorrentes da demissão do Presidente do Conselho Diretivo, atualmente em situação de gestão corrente, a qual ainda não foi marcada.
  8. Apesar de tudo isto, sabemos que têm continuado a ser feitas movimentações de pessoal entre unidades orgânicas visando criar situações de facto consumado antes do início de funções do representante dos Beneficiários como vogal do Conselho Diretivo e do novo Presidente.
  9. A Associação 30 de Julho apoia as tomadas de posição daqueles seis Conselheiros e:


  • reafirma o entendimento de que o Conselho Diretivo não está em condições de tomar medidas de natureza estrutural ou que condicionem a ação dos futuros membros;
  • reclama a conclusão urgente do processo de nomeação do representante dos beneficiários no Conselho Diretivo da ADSE.


Lisboa, 24 de Maio de 2018

"

16 de maio de 2018

Tertúlia: Habitação e Acessibilidade para Pessoas Idosas

O Núcleo de Coimbra vai organizar mais uma Tertúlia que será, sobre o tema da adaptação aquitectónica das casas à terceira idade.

A Tertúlia vai ter como palestrantes os arquitectos Nuno Sanches e Sofia Herrera.

Local: Sede da APRe!
Rua Jorge Mendes, Lote 1-nº 5 r/c Esqº 3000-561 COIMBRA

Dia: 23 de Maio
Hora: 21 horas

Sendo um tema de grande interesse convidamos todos a participarem de modo a tornar este encontro  dinâmico e interactivo.


7 de maio de 2018

Teatro Nacional São João: RUMOR

11|13 Maio

direção Joana Providência

Co-produção ACE Teatro do Bolhão, Festival DDD – Dias da DançaTNSJ

sexta-feira, às 22h00
sábado, às 19h00
domingo, às 17h00


Para reservas e informações sobre o espectáculo, por favor, contacte a bilheteira:

Tel.: 22.340 19 00
Linha verde: 800 10 8675 (grátis a partir de qualquer rede)
E-mail: bilheteira@tnsj.pt
www.tnsj.pt 



Delegação de Lisboa - Almoço da Primavera

Organizado pela “APRe! Cultura Lisboa” da Delegação de Lisboa, realizou-se a 18 de Abril, o já tradicional “Almoço da Primavera”, desta vez em Lisboa - Algés no restaurante “Caravela de Ouro”, junto ao Tejo.

A iniciativa visa fundamentalmente estimular o convívio entre os associados da Delegação de Lisboa ao mesmo tempo que se assinala o período de grande significado para todos os que teimam em lutar em defesa da cidadania e, em particular, dos legítimos direitos dos reformados.

O almoço foi muito concorrido e teve a presença da nossa Presidente Maria do Rosário Gama que, em breve intervenção, lembrou alguns aspectos relevantes da actividade e da APRe!, salientando a crescente notoriedade da intervenção da associação nos diversos planos.

Houve ainda lugar para um momento musical com a especial participação de Vitor Sarmento e da nossa associada Graça Serrão que proporcionaram um tom festivo e bem animado ao convívio.





























Núcleo Lisboa Norte - Conferência "O Desafio da Diabetes e Alimentação Saudável" em Santa Clara

No dia 10 de Abril realizou-se, na Freguesia de Santa Clara, em Lisboa, a  Conferência "O Desafio da Diabetes e Alimentação Saudável" organizada em parceria pela APRe! e pela Junta de Freguesia de Santa Clara, tendo como oradores a Prof.ª Dr.ª Isabel do Carmo, professora universitária doutorada em medicina e especialista em endocrinologia, diabetes e nutrição e a Dra. Margarida Santos, co-responsável do Projecto MAIS PARTICIPAÇÃO, melhor saúde.

No fim da sessão foi servido um fantástico Lanche Saudável a todos os participantes, preparado pela Junta de Freguesia.

Os participantes consideraram a sessão muito interessante e útil, tendo sugerido que devíamos avançar com outras iniciativas do género.










4 de maio de 2018

Visita Guiada ao Museu do Dinheiro em Lisboa

No dia 23 de Março um grupo de cerca de 50 associados da APRe!, divididos em dois grupos, participaram numa Visita Guiada ao Museu do Dinheiro em Lisboa.

Foi uma visita que se revelou muito interessante e que muito agradou a todos os participantes. Juntam-se algumas fotos desta visita.