27 de janeiro de 2020

O Comité das Nações Unidas para as Organizações Não-Governamentais, deliberou aceitar a candidatura da APRe! ao Conselho Económico e Social das Nações Unidas (ECOSOC)

UNITED NATIONS ECONOMIC AND SOCIAL COUNCIL – ECOSOC

Em Junho de 2018 a APRe! apresentou a sua candidatura ao Conselho Económico e Social das Nações Unidas (ECOSOC) para obtenção do “estatuto de especialista” naquele Conselho, que foi alvo de um complexo processo de análise.

A APRe! já acreditada no OEWGA da Nações Unidas (Grupo de Trabalho Aberto para o Envelhecimento) viu nesta nova oportunidade mais um palco internacional que pudesse levar a voz dos aposentados, pensionistas e reformados portugueses, por forma a transmitir a real situação portuguesa.

As Nações Unidas e a nossa presença no ECOSOC permitirão conhecer outras realidades mundiais, pugnar pela nossa defesa e influenciar as autoridades portuguesas para que os tratados e políticas internacionais sejam aplicados na legislação portuguesa por forma a dignificar a geração que representamos.

Finalmente esta semana, o Comité das Nações Unidas para as Organizações Não-Governamentais em reunião a decorrer em Nova Iorque, na sua 4ª sessão, deliberou aceitar a candidatura da APRe!, sem quaisquer reservas de todos os países presentes.

Esse momento histórico para a APRe! poderá ser visto no link, entre o minuto 44,20 e 46,15 da filmagem da sessão.

O momento de silêncio que se segue ao anúncio da APRe! destina-se a que os membros do Comité possam consultar o dossier da candidatura e pronunciarem-se quando são questionados pelo “chair” se há objeções ou questões a colocar.

24 de janeiro de 2020

Propostas de Atividade do INATEL

Ao abrigo do protocolo, divulgam-se propostas de atividades do INATEL. Todos os interessados poderão sempre encontrar informação complementar no respetivo site:


ou via telefone

239 853 385/6/0





Resultado de imagem para flores desenho              INATEL PRIMAVERA                Resultado de imagem para flores desenho

Viagens de 6 dias/5 noites, autocarro de turismo, 4 almoços e 5 jantares, com bebidas incluídas, 2 animações musicais ao vivo, visitas turístico-culturais conforme programa, assistente de viagem INATEL, seguro de viagem.

Inatel Albufeira Hotel***
Viseu l Coimbra l Santarém l Lisboa l Setúbal
8 a 13 março
Desde 380*
Inatel Albufeira Praia Hotel***
Viseu l Coimbra l Lisboa l Setúbal
26 abril a 1 maio
Desde 380*
Inatel Castelo de Vide
 Edif. Jardim*** & Edif. S.Paulo**
Bragança l Vila Real l Porto l Coimbra
22 a 27 março
Desde 380*
Inatel Cerveira Hotel ****
Leiria l Coimbra l Aveiro
1 a 6 março
Desde 380*
Inatel Manteigas Hotel*** & Casa da Roda
Setúbal l Lisboa l Santarém l Leiria l Coimbra
29 março a 3 abril
Desde 380*
Inatel Manteigas Hotel*** & Casa da Roda
Setúbal l Lisboa l Santarém l Leiria l Coimbra
10 a 15 maio
Desde 380*
Inatel Oeiras
Chaves l Vila Real l Viseu l Coimbra l Leiria
17 a 22 maio
Desde 380*
Inatel Piódão****
Setúbal l Lisboa l Coimbra
26 abril a 1 maio
Desde 380*








































11 de janeiro de 2020

Metade dos idosos sozinhos e pobres são incapazes de pagar o aquecimento da sua casa

Idosos sozinhos e mulheres que vivem sozinhas em Portugal são aqueles que mais vezes dizem que não conseguem aquecer a casa onde vivem.




 As famílias portuguesas mais pobres, mas também os idosos e as mulheres que vivem sozinhos são os grupos mais incapazes de pagar para manter a casa quente o suficiente.
A realidade revelada esta semana pelo Eurostat referente a um inquérito feito em 2018 está no entanto longe de ser um exclusivo das famílias desfavorecidas.

Problema não afeta apenas famílias pobres

Os dados do gabinete de estatísticas de Bruxelas divulgados todos os anos e analisados pela TSF mostram que mesmo entre quem está acima do limiar de risco de pobreza existem, em Portugal, 15,8% de pessoas que admitem essa incapacidade, número que sobe para 37% entre as famílias consideradas pobres (abaixo desse limiar).

Ler mais: metade-dos-idosos-sozinhos-e-pobres-sao-incapazes-de-pagar-o-aquecimento-da-sua-casa

TSF - 08.01.2020