8 de abril de 2021

Dezenas de personalidades pedem que vacinas sejam bem de interesse comum

 No manifesto, alerta-se para a necessidade urgente de aumentar a velocidade do processo de vacinação a nível europeu. O ex-presidente do Infarmed é o principal impulsionador desta iniciativa que conta com o antigo diretor-geral da Saúde, Constantino Sakellarides, e o bispo Januário Torgal Ferreira entre os subscritores.


 Dezenas de personalidades da sociedade portuguesa lançam esta quinta-feira um apelo público para que as vacinas contra a covid-19 sejam consideradas um bem de interesse comum e para que a Europa não submeta este processo às leis de mercado.

... "É incompreensível a falta de vacinas hoje observadas em Portugal e na Europa, que colocaram os cidadãos europeus em situação de subalternidade em relação aos produtores de vacinas. Os argumentos avançados pela Comissão Europeia relativamente à natureza dos contratos, à capacidade de produção existente e aos preços acordados não são aceitáveis", refere o apelo.

 Assinalando os quase três milhões de mortes devido à covid-19, esta iniciativa exige uma postura distinta da Comissão Europeia para "demonstrar cabalmente e definitivamente a sua capacidade de superar os interesses financeiros e industriais" junto das farmacêuticas, além de recordar as possibilidades jurídicas ao dispor das instituições comunitárias.

 

Ler notícia aqui: https://www.dn.pt/sociedade/dezenas-de-personalidades-pedem-que-vacinas-sejam-bem-de-interesse-comum